top of page

Privatização da SABESP

Avanço é positivo, e poderá ser a maior privatização nos próximos anos


Privatização da SABESP

A Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (SABESP) deverá sim, ser privatizada. A proposta é que o Governo do Estado de São Paulo deixe de ser o acionista controlador da empresa, em troca de aporte financeiro de novos acionistas.


A oferta pública de ações da companhia na bolsa de valres possibilitará a criação de grupos controladores da gestão, mantendo-se o governo como um dos tomadores de decisão.


A SABESP é uma sociedade anônima de economia mista, fundada em 1973, que atua em serviços de abastecimento de água e de coleta de esgotos em 375 dos 645 municípios paulistas, incluindo a capital, e é considerada uma das maiores empresas de saneamento do mundo em população atendida, cerca de 28 milhões de pessoas abastecidas com água e 21 milhões de pessoas com coleta de esgostos.


A privatização da SABESP é um passo importante e positivo, visando reduzir tarifas e garantir que os municípios recebam por seus direitos de concessão, e busca a antecipação das metas de universalização previstas no marco do saneamento, que estipula o atendimento das metas até 2033.


 

Contabilidade para MEi ? Conte com a PRO Contábil .


1.370 visualizações3 comentários

Posts recentes

Ver tudo

3 comentários


Martha Ribeiro
Martha Ribeiro
09 de set. de 2023

Tem que privatizar mesmo, já temos diversos exemplos de sucesso.

Curtir

Silvia Fontana
Silvia Fontana
02 de set. de 2023

Privatização é o caminho para o desenvolvimento da economia.

Curtir

Márcia Mendes
Márcia Mendes
30 de ago. de 2023

Acho correto, tem que privatizar mesmo pois a iniciativa privada poderá aumentar os investimentos em saneamento básico.

Curtir
bottom of page